sábado, 25 de fevereiro de 2012

Já não sei mais nada!






Eu tentei, isso você não pode negar, mas viver de máscaras não dá. Não consigo mentir para mim mesma, fingir que você é um bom namorado, que nosso namoro é ótimo e que está tudo bem. Eu vivo numa ansiedade, numa aflição, esperando um carinho, atenção, um pouco de você. Amor demanda respeito, compromisso, renúncia, afeto, cuidado, responsabilidade etc. De você não recebo nada disso. Será que estou querendo demais? Será que o problema é comigo? Será que sou paranóica? Eu, sinceramente, já não sei mais nada. Não sei se devo ficar, ou se partir será melhor. A razão me diz “vai”; o coração, “fica”! Eu te amo, mas não sou feliz assim...

Um comentário:

  1. Legal!!! um verdadeiro jogo aberto!! Belo trabalho Poetisa!!! Abraços

    ResponderExcluir